ENTIDADE FILIADA A:

ENTIDADE FILIADA A:

- CCM/IAMSPE - COMISSÃO CONSULTIVA MISTA DO INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO (HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO);

- CNSP - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS;

- FENALE - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES DOS PODERES LEGISLATIVOS FEDERAL, ESTADUAIS E DO DISTRITO FEDERAL;

- FESPESP - FEDERAÇÃO DAS ENTIDADES DE SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO;

- INSTITUTO MOSAP - MOVIMENTO DOS SERVIDORES APOSENTADOS E PENSIONISTAS.

- PÚBLICA - CENTRAL DO SERVIDOR



sábado, 4 de março de 2017

DEPUTADO GIANNAZI APRESENTA MOÇÃO CONTRA A PEC 287 (REFORMA DA PREVIDÊNCIA) A PEDIDO DA ASPAL E DA AFALESP

MOÇÕES

MOÇÃO Nº 8, DE 2017

Tramita no Congresso Nacional, desde dezembro de 2016,
a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Nº 287, que objetiva
empreender profundas e maléficas alterações no sistema
previdenciário brasileiro, prejudicando de forma cruel os trabalhadores
e, em especial, os servidores públicos, retirando
direitos e dificultando sobremaneira conquista do sonho da
aposentadoria para a maioria dos brasileiros.
A proposta está em discussão na Comissão Especial da
Câmara, devendo em breve ser votada em plenário e depois, se
aprovada, seguirá para o Senado.
Tenho recebido em meu Gabinete inúmeros representantes
de entidades de servidores públicos e das demais categorias de
trabalhadores, inclusive aposentados, caso da Associação dos
Servidores Aposentados e Pensionistas da Assembleia Legislativa
do Estado de São Paulo – ASPAL/SP, bem como a Associação
dos Funcionários da Assembleia Legislativa do Estado de São
Paulo - AFALESP, repudiando a referida PEC, que, ao ser apresentada,
já trouxe grande prejuízo à Nação, uma vez que há
inúmeros servidores procurando garantir sua aposentadoria
antes de sua aprovação.
Eis alguns dos pontos que vêm preocupando os servidores
e a população em geral:
- fim da aposentadoria especial para professores e atividades
de risco;
- igualdade de idade entre homens e mulheres para a
aposentadoria;
- aposentadoria integral após 49 anos de trabalho e 65
anos de idade;
- proibição de acúmulo de pensão por morte e aposentadoria,
sendo que muitos trabalhadores ganham um salário mínimo
e seu cônjuge a mesma importância;
- exigência de 25 anos de contribuição mínima para aposentadoria
por idade aos 65 anos!
- fim da paridade entre ativos e inativos, inclusive para
servidores que ingressaram antes de 2003.
Assim, diante de todo o exposto, e considerando que esta
Casa não pode aceitar a aprovação de tal matéria, que será
altamente prejudicial aos trabalhadores brasileiros, propomos
a seguinte MOÇÃO:
A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo apela aos
Excelentíssimos Senhores Membros do Congresso Nacional, no
sentido de ser REJEITADA a Proposta de Emenda à Constituição
nº 287, de 2016, que trata da Reforma da Previdência Social.


Sala das Sessões, em 2/3/2017.


a) Carlos Giannazi


DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO - PODER LEGISLATIVO - 04/03/2017 - PÁGINA 6

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Para ASPAL e SINDAP/SP, o Dia Nacional do Aposentado é data de poucas comemorações e muita luta




SALVE 24 DE JANEIRO, DIA NACIONAL DO APOSENTADO: 
DATA DE MUITA LUTA E POUCAS COMEMORAÇÕES!


Todos os anos, em 24 de janeiro, é comemorado o Dia Nacional do Aposentado.

A data foi criada a partir da Lei 6.926 de 1.981 de autoria do ex-deputado federal Benedito Marcilio (ex- presidente da COBAP - Confederação Brasileira dos Aposentados, Pensionistas e Idosos) e foi escolhida para lembrar e comemorar o histórico dia que foi aprovada a Lei Eloy Chaves em 24 de janeiro de 1923, marco lendário da Previdência Social no Brasil, criando a Caixa de Aposentadoria e Pensão para os empregados das empresas privadas das estradas de ferro, dando origem à Previdência Social.

Neste ano, porém, temos muito pouco a comemorar.

A data em 2017 deve ser mais de luta do que de comemoração

E isso ocorre em virtude da malfadada Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 287, de 2016, que visa reformar a Previdência Social, retirando importantes direitos e dificultando a vida de trabalhadores em geral, incluindo servidores públicos, aposentados e pensionistas.

Não podemos admitir as inúmeras dificuldades que a PEC 287 impõe aos trabalhadores em geral, em especial aos servidores públicos, enquanto bilhões de reais escoam pelos ralos governamentais, através de desonerações, isenções fiscais e anistia a grandes empresas que sonegam o pagamento previdenciário. Isso tudo sem falar na DRU – Desvinculação de Receitas da União -  que retira recursos da Seguridade Social, que inclui a Previdência Social, para o pagamento da dívida pública, prejudicando mais uma vez os aposentados e pensionistas.

Assim sendo, as diretorias da Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – ASPAL e do SINDAP/SP – Sindicato dos Servidores Aposentados e Pensionistas da ALESP , nesta data de 24 de janeiro de 2017, parabenizam os aposentados pela data e conclamam todos os trabalhadores a se prepararem para a luta que empreenderemos a partir de 1º de fevereiro, quando serão reabertos os trabalhos do Congresso Nacional, contra a PEC 287/2016, que trata da Reforma da Previdência.

A ASPAL e o SINDAP/SP exigem respeito e dignidade aos Aposentados e Pensionistas de todo o Brasil

Parabéns Aposentados e Pensionistas!

Não à Reforma da Previdência!


GASPAR BISSOLOTTI NETO
PRESIDENTE DA ASPAL

GENARO FILIZZOLA
PRESIDENTE DO SINDAP/SP

NOTA DE FALECIMENTO

É COM MUITA TRISTEZA QUE COMUNICAMOS O FALECIMENTO, NA DATA DE HOJE, DO NOSSO COLEGA E AMIGO, DR. JANUÁRIO JULIANO JÚNIOR

O CORPO SERÁ VELADO, A PARTIR DAS 16 HORAS DE HOJE, NO FUNERAL HOME - RUA SÃO CARLOS DE PINHAL, 376 - BELA VISTA, DE ONDE SERÁ LEVADO AMANHÃ, ÀS 8 HORAS, PARA SEPULTAMENTO NO CEMITÉRIO SÃO PAULO - RUA CARDEAL ARCOVERDE - PINHEIROS.

OUTROSSIM, APRESENTAMOS NOSSAS CONDOLÊNCIAS À FAMÍLIA ENLUTADA E A TODOS SEUS AMIGOS DA ALESP.

A DIRETORIA

NÃO À FALÁCIA DO ROMBO DA PREVIDÊNCIA